AÇORES | A Magia dos Açores

8 Dias / 7 Noites | Terceira, Faial, Pico e São Miguel

Período

Todo o Ano

Partidas

Lisboa, Porto ou Faro

Reservas até

Não aplicável
Ref.: LNVT_M.AÇRS

Terceira / Faial / Pico / São Miguel

 

1º Dia – Lisboa, Porto ou Faro / Terceira

Voo regular com destino à Terceira. Chegada, assistência e transporte ao hotel em Angra do Heroísmo. Alojamento.

2º Dia – Terceira

Pequeno-almoço. Pelas 09h00, saída pela estrada da Costa Sul em direção à cidade da Praia da Vitória. Passagem por Porto Judeu, Salga, Salgueiros, São Sebastião, Serra do Cume e interior da ilha. Almoço em restaurante local (bebidas incluídas).
À tarde, e por estrada do interior através das hortências onde se pode vislumbrar as manadas de gado incluindo os toiros usados nas touradas típicas da ilha, Furnas do Enxofre, Algar do Carvão (visita facultativa) e Biscoitos para visita à zona balnear. Regresso a Angra pelo interior e paragens em diversos miradouros desde onde se pode observar vários cenários da ilha e, ao longe, as vizinhas São Jorge e Pico. Paragem numa fábrica de queijo regional. Alojamento.

3º Dia – Terceira / Faial

Pequeno-almoço. Transporte ao aeroporto e embarque com destino à Horta, Ilha do Faial. Saída em direção a Castelo Branco, tendo como companheira a verdejante Serra da Feteira. Continuação até ao Varadouro, magnífica baía com termas e piscinas naturais. Passeio pela zona e curta visita ao Parque Florestal do Capelo. Continuação até a Ponta dos Capelinhos, onde a paisagem foi completamente alterada e em que as casas e campos foram cobertas pelas cinzas vulcânicas da erupção de 1957/58. Prosseguimento até à Caldeira na zona central da Ilha, com 400m de profundidade e 2kms de diâmetro rodeada de uma exuberante e vegetação, constitui um dos maiores atrativos do Faial e está classificada como reserva natural. Descida até ao Miradouro da Espalamaca, com magnífica vista sobre a cidade da Horta, a sua marina e o promontório constituído pelo Monte Queimado e Monte da Guia. Almoço incluído em restaurante local antes ou depois da excursão, conforme horário do voo. Alojamento.

4º Dia – Faial / Pico / Faial

Pequeno-almoço. Saída do cais da Horta para travessia do canal para a Ilha do Pico (20 minutos). Chegada à Madalena e início da visita: Cabeço do Chão, Arcos do Cachorro (formações rochosas perfuradas por túneis e grutas), zona dos “mistérios” (extensos campos de lava). Após passagem por São Roque continuação pelo interior da ilha até à Lagoa do Capitão e Lajes. Almoço em restaurante local.
Visita a este antigo centro baleeiro, primeiro local da ilha a ser povoado. Visita incluída ao Museu dos Baleeiros. Regresso à Madalena pela estrada do sul, visitando a Igreja de São Mateus, casa de rendas e fábrica de queijo. Transporte de regresso ao Faial em ferry ao final da tarde. Alojamento.

5º Dia – Faial / São Miguel

Pequeno-almoço. Transporte para o aeroporto e embarque com destino a Ponta Delgada, Ilha de S. Miguel. Chegada e transporte ao hotel. Alojamento.

6º Dia – São Miguel

Pequeno-almoço. Saída pelas 09h30 em direção ao Pico da Barrosa, subindo pela encosta Sul, com paragem no cimo da montanha com magnífica vista sobre a ilha. Descida pela costa norte até ao Miradouro da Lagoa do Fogo. Esta lagoa, no fundo de uma cratera de um vulcão já extinto, com as suas praias de areia branca e águas tranquilas é reserva natural classificada. Continuação até à Ribeira Grande para visita aos principais monumentos tais como Igreja da Nossa Senhora da Estrela e Museu Etnográfico. Prosseguimento para o miradouro de Sta. Iria, plantações e fábrica de chá Gorreana, Planalto da Achada das Furnas e miradouro do Pico do Ferro. Deste último pode observar-se uma paisagem deslumbrante da maior e mais antiga cratera vulcânica da ilha dentro da qual está situada a Lagoa das Furnas e as termas. Descida até à Lagoa para ver desenterrar o “cozido”, que esteve a cozer debaixo da terra 6h, almoço que será servido em restaurante local no povoado das Furnas.
Passeio no Parque Terra Nostra, onde existe uma grande variedade de espécies botânicas e um parque termal. Continuação até à “Caldeiras”, manifestações vulcânicas como fumarolas ou sulfataras. Continuação pela estrada que contorna a Lagoa das Furnas, passando por Vila Franca do Campo, a primeira capital da ilha, Praias de Água d’Alto e Milícias. Alojamento.

7º Dia – São Miguel

Pequeno-almoço. Dia livre para atividades de carácter pessoal. Alojamento.

8º Dia – São Miguel / Faro, Porto ou Lisboa

Pequeno-almoço. Transporte ao aeroporto e embarque para Portugal Continental.

 

Nota: A ordem e os locais de visita poderão ser alterados ou substituídos por outros devido a razões atmosféricas ou encerramentos de museus/monumentos.

Angra Central Hotel ***
Hotel Horta ****
Vila Nova Hotel ***

Preço Por Pessoa Desde: 1.135€ (Duplo)

 

Serviços incluídos:

Passagem aérea Lisboa / Terceira / Horta / Ponta Delgada / Lisboa em classe económica com a Sata (cl.H, 23K bagagem incluída);
2 noites em Angra do Heroísmo, 2 noites na Horta e 3 noites em Ponta Delgada em regime de alojamento e pequeno-almoço;
Excursões: Terceira (dia inteiro) + Faial (Meio-dia) + Pico (dia inteiro) + Furnas, Lagoa do Fogo e Terra Nostra em São Miguel (dia inteiro);
4 almoços;
Transfers de chegada e saída nas 3 ilhas;
Taxas de aeroporto, segurança e combustível – 107€ (sujeito a alterações legais);
Assistência local;
Seguro de viagem.

 

Os preços não incluem:

Tudo o que não esteja incluído no programa.

Terceira

A ilha Terceira pertence ao Grupo Central e desempenhou um papel relevante na História dos Açores e de Portugal. É constituída por quatro grandes vulcões com caldeira: Santa Bárbara, Guilherme Moniz, Pico Alto e Cinco Picos; e por uma zona de vulcanismo fissural basáltico que ocupa dois setores principais da ilha: a zona sudeste da ilha e uma faixa norte-sul entre os vulcões de Santa Bárbara e Pico Alto. A cerca de 63 km para sudeste da ilha Terceira localiza-se o Banco D. João de Castro, um grande edifício vulcânico submarino, cujo topo se encontra atualmente a 12 metros de profundidade, mas que em 1720 constituiu uma ilha efémera.
O vulcanismo histórico da ilha Terceira remonta ao século XVIII, marcado pela erupção de 1761, nos Mistérios Negros e nos Mistérios Velhos dos Biscoitos. São também de salientar as erupções submarinas nos anos de 1867 e 1998/2001, na cordilheira submarina da Serreta, marcando o último episódio vulcânico do arquipélago.

 

Faial

A ilha do Faial, com uma superfície de 173 km2, pertence ao Grupo Central e às “ilhas do triângulo”, e é a ilha que se encontra mais próxima da Crista Médio-Atlântica (a cerca de 120 km para leste desta extensa dorsal oceânica).
O vulcanismo do Faial é caracterizado pela presença de dois grandes edifícios vulcânicos (o Vulcão da Ribeirinha e o Vulcão da Caldeira) e por duas zonas de vulcanismo basáltico fissural: a Zona Basáltica da Horta e a Península do Capelo.
Igualmente marcante na paisagem da ilha, é a presença do Graben de Pedro Miguel, que marca a zona leste do Faial segundo um relevo em degraus controlado por um sistema de falhas ativas de direcção NO-SE.
Nesta ilha ocorreram erupções históricas em 1672/73 (o Mistério da Praia do Norte) e em 1957/58, com focos nos Capelinhos e no interior da Caldeira. A erupção dos Capelinhos, que aumentou a área da ilha do Faial para ocidente, representa um marco histórico na vulcanologia mundial e para a sociedade faialense.

 

Pico

A Ilha do Pico integra as “ilhas do triângulo”, é a maior do Grupo Central e a segunda maior do arquipélago, com 445 km2. Corresponde à ilha mais jovem do arquipélago e caracteriza-se por possuir apenas vulcanismo de natureza basáltica, pelo que a sua paisagem é dominada pela cor negra dos seus extensos campos de lava – os lajidos – tão caraterísticos desta ilha.
Com os seus 2350 metros, a Montanha do Pico é o ponto mais alto de Portugal e o terceiro maior vulcão do Atlântico Norte (após o Teide, nas Canárias e o Fogo, em Cabo Verde). Na metade leste da ilha pontuam cerca de 200 cones de escórias, quase sempre segundo alinhamentos tectónicos bem definidos. Desde o seu povoamento, ocorreram erupções históricas em 1562/64 (o Mistério da Prainha), em 1718 (os Mistérios de Santa Luzia e de São João) e em 1720 (o Mistério da Silveira), a que acresce a erupção submarina que ocorreu em 1963, a norte do Cachorro.

 

São Miguel

A ilha de São Miguel é a maior do arquipélago, com 745 km2, e integra com a ilha de Santa Maria e os ilhéus das Formigas, o Grupo Oriental dos Açores. É composta por quatro grandes vulcões com caldeira (Povoação, Furnas, Fogo e Sete Cidades) e por duas áreas de vulcanismo fissural, com alinhamentos de pequenos vulcões basálticos: o complexo vulcânico do Nordeste, o mais antigo da ilha, e o complexo vulcânico dos Picos, o mais recente. Desde o início do povoamento ocorreram várias erupções vulcânicas na ilha, de entre as quais se destacam as de 1563 na caldeira do Vulcão do Fogo e no Pico Queimado, a de 1630 no Vulcão das Furnas e a de 1652 no Pico do Fogo (Complexo Vulcânico dos Picos). Para além destas, também ocorreram algumas erupções no mar, sendo a mais conhecida a da Ilha Sabrina, que surgiu ao largo da Ponta da Ferraria em 1811.

Açores
TODA A INFORMAÇÃO AQUI PRESTADA NÃO DISPENSA A CONSULTA DOS NOSSOS CONSULTORES E DAS CONDIÇÕES GERAIS E PARTICULARES DA VIAGEM ORGANIZADA

PEÇA JÁ O SEU ORÇAMENTO

    Nome *
    Telefone *
    Email *

    Data de Partida *
    Data de chegada *
    Datas Flexíveis *

    Adultos *
    Crianças
    Bebés

    Nº de Quartos *
    Regime *

    Mensagem

    MAIS PROGRAMAS